Acesse a loja suabiblianvt.com.br

Teologia Histórica, Bíblica, Sistemática… saiba mais sobre o assunto!

Teologia Histórica, Bíblica, Sistemática… saiba mais sobre o assunto!
novembro 12, 2018 Redação SuaNVT

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/storage/1/9e/47/suanvt/public_html/wp-content/themes/uplift/swift-framework/content/sf-post-formats.php on line 89

Os conceitos de Teologia explicados por Charles C. Ryrie

Quando se diz que um livro trata de teologia, isso implica mostrar sua extensão, ênfase e limitações. A palavra “teologia” é formada de duas partes: theos, que quer dizer “Deus”, e logos, a expressão racional, os meios da interpretação racional da fé religiosa. Então, podemos dizer que teologia significa “a interpretação racional da fé religiosa”. A teologia cristã, portanto, é “a interpretação racional da fé cristã”.

Existem pelo menos três elementos incluídos no conceito geral de teologia:

1. Teologia é inteligível. Ela pode ser compreendida pela mente humana de maneira ordenada e racional.

2. Teologia requer explicação. Isso, por sua vez, envolve a exegese (análise dos textos no original) e a sistematização das ideias.

3. A base da fé cristã é a Bíblia, por isso a teologia cristã é um estudo baseado na Bíblia.Logo, teologia é a descoberta, a sistematização e a apresentação das verdades a respeito de Deus.

Os tipos de teologia

Os diferentes tipos de teologia podem ser catalogados de várias maneiras:

1. Por época: por exemplo, teologia patrística, teologia medieval, teologia reformada e teologia contemporânea.

2. Por ponto de vista: por exemplo, teologia arminiana (defendida por Armínio), teologia calvinista (defendida por João Calvino), teologia católica, teologia barthiana (defendida por Karl Barth), teologia da libertação etc.

3. Por ênfase: por exemplo, teologia histórica, teologia bíblica, teologia sistemática, teologia apologética, teologia exegética etc. Algumas dessas diferenças são muito importantes para todo aquele que estuda teologia.

A. Teologia histórica

A teologia histórica versa sobre o que os estudiosos, individual ou coletivamente, pensam a respeito dos ensinos da Bíblia, conforme os pronunciamentos dos concílios realizados pela Igreja. Mostra como a Igreja estabeleceu tanto o que é verdadeiro quanto o que é errado e serve para guiar a teologia em seu próprio entendimento e declarações doutrinárias. Um estudante é capaz de chegar, de maneira mais eficiente, a suas próprias conclusões a respeito da verdade quando conhece as contribuições e os erros da história da Igreja.

B. Teologia bíblica

Apesar de a expressão “teologia bíblica” ter sido usada de várias maneiras, ela serve para rotular uma ênfase específica no estudo da teologia. De maneira não técnica, pode referir-se à teologia pietista (em contraste com a teologia filosófica), ou a uma teologia baseada na Bíblia (em contraste com uma que interage com os pensadores contemporâneos), ou ainda à teologia exegética (em contraste com a teologia especulativa). Algumas teologias bíblicas contemporâneas, de perspectiva liberal, enquadram-se nesta última categoria, exegética, mesmo que sua exegese não represente fielmente o ensino bíblico. Muitas vezes, seus escritos são apenas comentários a respeito de tudo o que a Bíblia diz sobre assuntos como o Reino de Deus, as alianças, Deus (se for teologia bíblica do Antigo Testamento) ou questões como os ensinamentos de Jesus, de Paulo e do cristianismo primitivo (quando se trata de teologia bíblica do Novo Testamento).

Tecnicamente, a teologia bíblica tem um enfoque bem mais penetrante do que esse. Ela lida de modo sistemático com o progresso historicamente condicionado da autorrevelação de Deus na Bíblia. Quatro características surgem dessa definição:

1. Os resultados do estudo da teologia bíblica devem ser apresentados de maneira sistemática. Nesse aspecto, ela é como as outras áreas dos estudos bíblicos e teológicos. O sistema ou maneira por meio da qual a teologia bíblica é apresentada não utiliza, necessariamente, as mesmas divisões que a teologia sistemática. Não tem de usá-las, tampouco precisa evitá-las.

2. A teologia bíblica é centrada no contexto histórico e geográfico no qual ocorreu a revelação de Deus. Investiga a vida dos escritores da Bíblia, as circunstâncias que os motivaram a escrever e a situação histórica dos destinatários de seus escritos.

3. A teologia bíblica estuda a revelação na sequência progressiva em que ela foi dada. Essa teologia reconhece que a revelação não foi completada por Deus de uma só vez, mas foi apresentada aos poucos, numa série de estágios sucessivos e utilizando diversos grupos de pessoas. A Bíblia é um registro do progresso dessa revelação, e a teologia bíblica concentra-se nela. A teologia sistemática, em contraste, considera a revelação como algo completo e fechado.

4. A fonte da teologia bíblica é a Bíblia. Na verdade, as teologias sistemáticas ortodoxas fazem o mesmo. Isso não quer dizer que a teologia bíblica ou a sistemática não possam ou não retirem material de outras fontes, mas a teologia ou a doutrina, por si só, não provém de outra fonte que não seja a Bíblia.

C. Teologia sistemática

A teologia sistemática correlaciona os dados da revelação bíblica como um todo, para exibir sistematicamente a imagem completa da autorrevelação de Deus. A teologia sistemática pode incluir o contexto histórico, a apologética (defesa da fé) e o trabalho exegético, mas concentra-se na estrutura total da doutrina bíblica.

Resumidamente falando: teologia é descobrir, sistematizar e apresentar as verdades a respeito de Deus. A teologia histórica faz isso ao concentrar-se no que outros têm dito a respeito dessas verdades ao longo da história. A teologia bíblica faz isso ao considerar a revelação progressiva das verdades de Deus. A teologia sistemática apresenta sua estrutura total.

Gostou deste artigo?

Ele é um fragmento de Teologia Básica – Um guia sistemático popular para entender a verdade bíblica. Um guia indispensável para aqueles que desejam usufruir os conhecimentos de um dos maiores teólogos do nosso tempo. Nele, o Dr. Ryrie nos conduz numa viagem fascinante pela teologia cristã e visita os principais temas que nos permitem entender melhor porque cremos no que cremos, tais como: – Deus – O Homem – A Bíblia – Os Anjos – O Diabo – Demônios – O Pecado – Jesus Cristo – A Salvação – O Espírito Santo – A Igreja – O Porvir. Clique no hiperlink e conheça a obra!

Conheça também:

Comentário Bíblico Popular – Antigo Testamento
Comentário Bíblico Popular – Novo Testamento
Série Fundamentos da Teologia
Convulsão protestante – Quando a teologia foge do templo e abraça a rua

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Warning: Unknown: open(/var/lib/php-cgi/session/sess_6e3lbpe8m1rvssjnk54r7gbqe4, O_RDWR) failed: No such file or directory (2) in Unknown on line 0

Warning: Unknown: Failed to write session data (files). Please verify that the current setting of session.save_path is correct (/var/lib/php-cgi/session) in Unknown on line 0